#EPUB Ý A Manopla de Karasthan å eBook or E-pub free

Where to begin Well I ll start by saying that the author, Filipe Faria, was very young when he wrote this book For that I have to praise him for achieving the publishing of a book at such a young age, specially in a genre that is not very common in our language From what I know, there s only three authors in our country that have successfully followed the fantasy route, Filipe Faria being one of them.I, personally think that the book as many problems, but it deserves some credit because of ma Where to begin Well I ll start by saying that the author, Filipe Faria, was very young when he wrote this book For that I have to praise him for achieving the publishing of a book at such a young age, specially in a genre that is not very common in our language From what I know, there s only three authors in our country that have successfully followed the fantasy route, Filipe Faria being one of them.I, personally think that the book as many problems, but it deserves some credit because of many factors like the author s age and the reduced variety of the genre in Portugal.For adetailed review or rant I don t know the difference I might have enjoyed this book a lot the first time I read it, but that s because when I read it, I was about the same age as its author when he wrote it However, even recognizing today that this book is a little weak in comparisson to the others, I can say that it was a nice start of a great adventure The writing is not that great, and there are moments when the action seems to be too rushed The characterization is not that detailed, but is enough for us to imagine people and places.It might I might have enjoyed this book a lot the first time I read it, but that s because when I read it, I was about the same age as its author when he wrote it However, even recognizing today that this book is a little weak in comparisson to the others, I can say that it was a nice start of a great adventure The writing is not that great, and there are moments when the action seems to be too rushed The characterization is not that detailed, but is enough for us to imagine people and places.It might be the weakest of the series, but it s a nice and easy to read adventure and has likeable characters who we care about #EPUB ⚢ A Manopla de Karasthan õ Na imensid o c smica existe um mundo, Allaryia, de grandes her is e vil es infames, de seres de uma beleza indescrit vel e criaturas mal ficas de uma fealdade atroz, na es poderosas e imp rios tir nicos Depois de muitas eras que alternaram entre a paz e a disc rdia, encontramos neste primeiro volume das Cr nicas de Allaryia, um tempo de aparente tranquilidade, de uma calma inquietante, semelhante ao sil ncio que antecede a tempestade Algures, numa c mara escura, subterr nea, algo se move, tentando libertar se de anos de cativeiro, algo monstruoso, inumano, sedento de sangue e dor O povo de Allaryia perdeu o seu campe o Aezrel Thoryn, provavelmente morto numa batalha contra o Flagelo, a for a das trevas, em Asmodeon e mais do que nunca precisa de protec o Aewyre Thoryn, o filho mais novo do saudoso rei, pega em Ancalach, a espada do seu pai, decide descobrir o que realmente lhe aconteceu e parte a caminho de Asmodeon O que o jovem guerreiro n o podia prever era que a sua demanda pessoal se iria transformar, medida que os encontros se v o sucedendo, na demanda de um grupo particularmente singular, que reunir a mais estranha e inesperada mistura de seres Allumno, um mago, Lhiannah, a bela princesa arinnir, Worick, um thuragar, Quenestil, um eahan, Babaki, um antroleo, Taislin, um burrik, Slayra, uma eahanna negra e o pr prio Aewyre O ritmo a que se sucedem as aventuras absolutamente alucinante, a cada passo surgem perigos mais tenebrosos, seres aterradores que esperam, ocultos nas sombras, o melhor momento para atacar e roubar a t o desejada Ancalach Mas os la os de amizade que unem o grupo est o cada vez mais fortes e, juntos, sentem se capazes de enfrentar qualquer inimigo Este o primeiro livro das Cr nicas de Allarya e tamb m o primeiro livro de Filipe Faria que leio Ao in cio fez me lembrar imenso O Senhor dos An is N o pela est ria em si mas sim pela caracteriza o Tenho apenas a dizer que foi uma excelente experi ncia ler este livro N o conhecia a escrita de Filipe Faria, mas j tinha este livro na minha estante a chamar me h muito tempo.Ap s este grupo, t o diferentes uns dos outros, se ter juntado, a aventura come a Aewyre como seu l der tenta coman Este o primeiro livro das Cr nicas de Allarya e tamb m o primeiro livro de Filipe Faria que leio Ao in cio fez me lembrar imenso O Senhor dos An is N o pela est ria em si mas sim pela caracteriza o Tenho apenas a dizer que foi uma excelente experi ncia ler este livro N o conhecia a escrita de Filipe Faria, mas j tinha este livro na minha estante a chamar me h muito tempo.Ap s este grupo, t o diferentes uns dos outros, se ter juntado, a aventura come a Aewyre como seu l der tenta comandar este grupo na sua demanda mas em que v o aparecendo obst culos atr s de obst culos que mesmo com as suas diferen as, o grupo une se, cria la os de amizade s vezes mais que isso e conseguem ir ultrapassando as dificuldades com maior ou menor custo.O Filipe consegue construir aqui um mundo de raiz, cheio de imagina o e com habitantes inesperados Apesar de achar que se nota que este livro foi o seu primeiro, n o nos deixa de cativar sua leitura.Recomendo vivamente para quem gosta de fantasia, mundos diferentes e muito humor e amizade mistura, mesmo entre ra as t o opostas J tinha lido A Manopla De Karasthan na minha adolesc ncia na altura, andava na Escola Alem , onde andou tamb m o autor, Filipe Faria, e alguns professores que se lembravam dele recomendaram os livros Uma conhecida minha emprestou mos, e lembro me de ter gostado imenso Como eram emprestados, acabei por nunca ler a s rie at ao fim, e sempre tive curiosidade para ver se ao reler o livro agora que sou mais velha e bastante mais literada, essa boa opini o se mantinha, e se valeria a pena ler en J tinha lido A Manopla De Karasthan na minha adolesc ncia na altura, andava na Escola Alem , onde andou tamb m o autor, Filipe Faria, e alguns professores que se lembravam dele recomendaram os livros Uma conhecida minha emprestou mos, e lembro me de ter gostado imenso Como eram emprestados, acabei por nunca ler a s rie at ao fim, e sempre tive curiosidade para ver se ao reler o livro agora que sou mais velha e bastante mais literada, essa boa opini o se mantinha, e se valeria a pena ler ent o a s rie at ao fim N o estou t o entusiasmada como estava na altura, tenho de admitir, mas acho que vou continuar Diria que lhe dava tr s estrelas e meia A cr tica mais comum a este livro a acusa o de falta de originalidade quando comparado com outras obras de fantasia A verdade que n o senti isso, pessoalmente pelo contr rio, achei que as personagens at tinham tra os bastante originais Gostei principalmente do facto de nos serem apresentadas ra as distintas, umas boas e outras m s, como t pico na fantasia, mas ao conhecermos melhor certos elementos das ditas ra as m s, virmos a descobrir que afinal s o personagens bem mais complexas do que seria de esperar O grande problema que o autor leva quase metade do livro para deixar isso transparecer As primeiras 200 p ginas fizeram me lembrar um video jogo n o havia desenvolvimento de personagens absolutamente nenhum, os novos elementos do grupo eram apresentados e depois a cada passo que davam aparecia um ou outro obst culo fosse na forma de um inimigo, ou de alguma criatura que os companheiros tinham de derrotar Felizmente isso vai melhorando medida que o livro se aproxima do fim, mas caramba Tantas descri es de lutas e escaramu as Bem escritas, sem d vida, mas quando n o h mais nada para quebrar esse ritmo, torna se repetitivo e mesmo desinteressante Eu que normalmente devoro este g nero de livros em tr s tempos levei bem mais que o normal para o acabar, em grande parte por causa desse in cio Como disse, um aspecto que melhora a olhos vistos Outra coisa que me distraiu imenso foram os erros gramaticais que iam aparecendo aqui e ali Erros em que at eu reparei, o que os torna imperdo veis, porque estou longe de ser uma perita na l ngua portuguesa Como disse, andei na Escola Alem , tal como o autor, e sei muito bem o que v rios anos de falar uma misturada de l nguas faz cabe a e gram tica de uma pessoa, por isso n o o censuro, de todo Agora, o livro passou por um editor, ou n o Qualquer escritor se pode enganar, acredito que aconte a aos melhores, mas j n o h revis o Planejar em vez de planear Sobre o olhar em vez de sob o olhar bocado em vez de h bocado E que raio de verbo abaixar J n o a primeira vez que dou com erros crassos num livro, e o que me faz mais confus o at nem o erro dos escritores, mas juro que gostava de saber o que raio fazem os editores deste pa s, para al m de roubarem uns 90% da receita dos nossos autores No entanto, o livro continua a valer a pena, e tenho a sensa o que as coisas ainda v o melhorar com o pr ximo Mas que tem os seus problemas, tem, n o h como neg lo um livro emocionante, bastante bem escrito, com as suas complica es e simplicidades, aventuras que fazem querer mais, um romance que decerto ir dar que falar.Gostei bastante da maneira de escrever deste autor, bastante moderno no estilo medieval fantasia em que escreve o que confere um estilo pr prio, aproximando se do p blico jovem, mas que pode muito bem ser lido por um p blico mais velho.Allaryia ainda tem muito que se lhe diga e para contar e por isso ando procura do segundo para o ler um livro emocionante, bastante bem escrito, com as suas complica es e simplicidades, aventuras que fazem querer mais, um romance que decerto ir dar que falar.Gostei bastante da maneira de escrever deste autor, bastante moderno no estilo medieval fantasia em que escreve o que confere um estilo pr prio, aproximando se do p blico jovem, mas que pode muito bem ser lido por um p blico mais velho.Allaryia ainda tem muito que se lhe diga e para contar e por isso ando procura do segundo para o ler Tamb m publicado em A Cup of Coffee and a Book Um livro de fantasia de um autor Portugu s do qual me orgulho imenso apesar de s ter dado 3 estrelas Talvez tal tenho sido devido ao ter imaginado uma hist ria diferente, mas mesmo assim foi ptima.Admito, por m, que o inicio custou me um bocado O arranque demorou mais do que o habitual mas assim que apanhei o ritmo da hist ria e da escrita de Filipe Faria, n o conseguia parar de ler.A hist ria est cheia de aventuras Em cada cap tulo h sempre Tamb m publicado em A Cup of Coffee and a Book Um livro de fantasia de um autor Portugu s do qual me orgulho imenso apesar de s ter dado 3 estrelas Talvez tal tenho sido devido ao ter imaginado uma hist ria diferente, mas mesmo assim foi ptima.Admito, por m, que o inicio custou me um bocado O arranque demorou mais do que o habitual mas assim que apanhei o ritmo da hist ria e da escrita de Filipe Faria, n o conseguia parar de ler.A hist ria est cheia de aventuras Em cada cap tulo h sempre uma aventura e eu chegava ao fim dos mesmos cansada pelas personagens N o tinham descanso e, quando finalmente tinham, era por pouco tempo Houve momentos em que achei a ac o a acontecer um pouco depressa de mais Era como se n o houvesse tempo no livro Os di logos por vezes soavam me um pouco infantis mas creio que tal um pouco de preconceito da minha parte ao esperar que todos os livros de fantasia tenham di logos cheios de floreados e palavras bonitas.As personagens estavam bem constru das e desenvolvidas, cada uma com a sua pr pria personalidade e profundidade Gostei dos conflitos entre v rias personagens e ra as e do facto do her i da hist ria n o ser um homem perfeito mas sim, um humano com as suas falhas, teimosias e h bitos.Espero que os livros de Filipe Faria cheguem a ser traduzidos noutras l nguas pois uma ptima saga de fantasia que merece ser reconhecida fora das fronteiras Portuguesas While clearly a derivative of anglo saxon high fantasy school, this author shows from early on in his works his own capacity to stand on shoulders of Tolkien, nevertheless the young author s age while writing it.A must read within high fantasy, Karathan s Gauntlet tracks the escape from the capital city, Ul Thoryn, of the deceased king s second son, Aewyre, who s father is presumed fallen in the hands of the very evil that was mysteriously extinguished at the time of his disappearance While the While clearly a derivative of anglo saxon high fantasy school, this author shows from early on in his works his own capacity to stand on shoulders of Tolkien, nevertheless the young author s age while writing it.A must read within high fantasy, Karathan s Gauntlet tracks the escape from the capital city, Ul Thoryn, of the deceased king s second son, Aewyre, who s father is presumed fallen in the hands of the very evil that was mysteriously extinguished at the time of his disappearance While the events of his father s dimise remain a conundrum due to having been carried out in the dark lands of Asmodeon, where no one dares venture, Aewyre takes his combat training to test on the dangerous world of Allaryia, journeying to the unknown with his friend and tutor Allumno.Under the pretense of seeking adventure, our hero leaves the castle with the legacy sword Ancalach, the single item retrieved from his father, quickly uniting other adventurers under his, at times irresponsible, leadership.A book well worth reading for lovers of the genre, keeping in mind that the author, while having a verbose and vivid aproach to the world of his own imagination s making, lacks at times the experience of the authors which have defined the high fantasy genre to date I ve read better stuff The writing is very childish in my opinion but according to my accounts, Filipe was 15 16 years old when he wrote this, so a lot of it is explained.The background story is okay It s very similar to other big epic fantasy stories, such as Lord of the Rings, but I guess it is also hard to write something totally unrelated to such a big book.Lot of the situations are predictable and if Filipe wouldn t purposely make some of them a secret, you could guess most of the things I ve read better stuff The writing is very childish in my opinion but according to my accounts, Filipe was 15 16 years old when he wrote this, so a lot of it is explained.The background story is okay It s very similar to other big epic fantasy stories, such as Lord of the Rings, but I guess it is also hard to write something totally unrelated to such a big book.Lot of the situations are predictable and if Filipe wouldn t purposely make some of them a secret, you could guess most of the things.Still, if you really like fantasy and if you really don t mind with his poor writing you will be able to like this book or ate least reading it without hating it totally I want to explain one thing to this writer, writing a book is not the same as cooking In cooking you can grab two recipes, blend them together and create a very tasty dish.But you can t do that when it comes to writing a book, you cannot not grab ideas from other writers blend them together and expect a masterpiece The writers I am talking about are Margaret Weis, Tracy Hickman, creators of the wonderful Dragonlance world and J.R.R Tolkien I was extremely upset when Filipe Faria introduces I want to explain one thing to this writer, writing a book is not the same as cooking In cooking you can grab two recipes, blend them together and create a very tasty dish.But you can t do that when it comes to writing a book, you cannot not grab ideas from other writers blend them together and expect a masterpiece The writers I am talking about are Margaret Weis, Tracy Hickman, creators of the wonderful Dragonlance world and J.R.R Tolkien I was extremely upset when Filipe Faria introduces us to a supposed new race called Burrik , that is nothan a cheap version of a Kender a race that was created by Margaret Weis, Tracy Hickman, and whose copyright that belongs to Wizards of the Coast I just wonder if the writer thought about that The only differences are their hair, their ears and the way they dress I wonder if the author thought he could get away with it, since Dragonlance books are not very popular in Portugal But unfortunately the similarities do not end with the Burrik Other characters resemble characters I also read in Dragonlance or in J.R.R Tolkien books Another example is Worick which is a copy paste of Flint Fireforge All of this and the poor writing style, which was childish, makes me want to burn Filipe Faria Books